06 de Jun, 2018
Quais são as pedras encontradas no caminho de um atleta estudante?

As principais dificuldades que um atleta estudante passa

A ideia de receber uma bolsa de estudos para estudar e praticar um desporto a um alto nível é muito atraente. Porém, é importante ter em mente que ser um atleta estudante também traz alguns obstáculos que devem ser desviados e superados durante esta caminhada. Entre eles, destacamos os 7 mais importantes.

1- Gestão de Tempo
A maior dificuldade enfrentada pelos atletas-estudantes é a gestão do tempo. Entre treinos, aulas e trabalhos, muitas vezes não é possível parar, nem para respirar. É muito importante que se tenha uma boa organização para que possa priorizar o que é mais importante em cada situação. Caso contrário, o atleta pode acabar por se atrapalhar nos seus estudos ou vice-versa.
Além disso, muitas vezes acaba sendo mais difícil para os atletas estudantes conseguirem participar de atividades extracurriculares, exatamente devido a esta falta de tempo.

2- Sono
Entre a gestão do tempo para treinar, estudar, ir as aulas, ir aos jogos e fazer outras coisas que são comuns da vida universitária, um aspecto que acaba muitas vezes por ser prejudicado é o sono.
Este assunto é muito delicado, pois um conjunto de noites mal dormidas resulta num pior desempenho físico e mental. Com isso, o jovem acaba por comprometer todos seus objetivos devido às poucas horas de sono.

3- Nutrição
Como dito anteriormente, o maior inimigo do atleta-estudante é o tempo. E caso ele não seja bem trabalhado, outros aspectos podem ser comprometidos. E com isso, a nutrição também entra em jogo. Os atletas-estudantes estão constantemente a treinar e a levar o físico ao limite, e para que se tenha uma boa recuperação, é necessário manter uma boa alimentação. Porém, no meio da correria do dia-a-dia de aulas e treinos, muitos destes jovens acabam priorizando uma alimentação mais conveniente do que saudável.
Principalmente devido à cultura norte-americana, a presença dos chamados "fast food" é muito grande dentro das universidades, e isto pode se tornar um problema, caso não se tenha moderação.

É preciso muita dedicação para conciliar treinos e estudos

4- Vida Social
Devido a todas as responsabilidades presentes na vida de um atleta-estudante, é normal sobrar pouco tempo livre para fazer o que queres, e quando se tem este tempo livre, vais ver que a única coisa que vais querer fazer é deitar na cama e descansar enquanto vês algum filme.
É normal que estudantes-universitários queiram aproveitar a vida social ao máximo e não há nenhum problema nisso. Porém, é muito comum ver que os atletas estudantes normalmente não se apresentam tanto nestes eventos quanto os estudantes comuns.

5- Saúde Mental
Entre treinos quase que diários e prazos de entregas para trabalhos e provas, muitos atletas estudantes encontram-se num estado de exaustão mental ao final do semestre. Por isso, é muito importante que se tenha técnicas e hábitos que possam lhe ajudar a aliviar o stress do dia a dia.

6- Gerir as Relações
Outro aspecto difícil de lidar ao ir para os Estados Unidos jogar e estudar é a distância da família. Ficar longe da família pode parecer assustador muitas vezes. Além disso, devido aos fusos horários e rotinas muito ocupadas, os atletas-estudantes têm dificuldades em ligar para a família em determinados momentos.
Mesmo assim, seus familiares sabem que tu gostas deles e entendem perfeitamente estas dificuldades.

7- Representar a Universidade
O desporto universitário nos Estados Unidos é levado a sério e ao tornar-se um atleta estudante, tu passas a representar a universidade em diferentes aspectos, e isso pode tornar-se uma grande responsabilidade para alguns atletas, visto que todas as suas atitudes passam a ser monitoradas, não apenas pelos coaches como até mesmo pela imprensa.

footer-top